terça-feira, 1 de julho de 2008

Hoje é dia de São Gilles e São René...

Alguns sabem que tenho outro blog, mais antigo, mais profissional e mais específico, que é o Continental Circus. E hoje é, para mim, um dia importante na história da Formula 1, pois há 29 anos atrás aconteceu algo que hoje em dia, ainda faz arrepiar muitos "afficionados".


Trata-se do Grande Prémio de França de 1979. Nesse dia, fazia-se história na Formula 1, com a vitória do primeiro motor Turbo, através da Renault. Era também a primeira vitória em muitos anos de um piloto francês, num carro francês, e com um motor francês. Esse senhor chamava-se Jean-Pierre Jabouille.



Mas hoje em dia, os afficionados da Formula 1 lembram-se mal do vencedor, mas lembram-se claramente quem eram os segundo e o terceiro classificados dessa corrida. E porquê? Pois... eles batalharam por essa posição, nas voltas finais dessa corrida, como se não houvesse o amanhã. Chamavam-se René Arnoux, um francês, e Gilles Villeneuve, um canadiano do Quebec.



E porque raio dois pilotos discutiriam uma posição, ironicamente descrito, anos mais tarde por Ayrton Senna como o "primeiro dos últimos"? A resposta tem muitas variantes, mas acho que boa parte dela tem a ver com a personalidade do piloto do carro vermelho, Gilles Villeneuve. Ele era assim: lutava por qualquer lugar como se fosse pelo primeiro. E se calhar deve ser or isso que hoje em dia ainda continua a ser idolatrado, 26 anos depois de morto...

Na altura, as manobras foram criticadas por muitos, pilotos incluidos. Aliás, há uma história acerca disso, contada hoje pelo jornalista brasileiro Luiz Fernando Ramos, no seu Blog do Ico: "Na corrida seguinte, em Silverstone, Gilles Villeneuve e René Arnoux foram chamados a uma reunião com a cúpula da GPDA na época, formada por Niki Lauda, Emerson Fittipaldi, Clay Regazzoni e Jody Scheckter. Lauda acusou: “Vocês pilotaram em Dijon de maneira perigosa e danificaram a imagem do esporte”. Arnoux respondeu de imediato: “Com você, isto jamais teria acontecido... porque você levantaria o pé logo de cara!”. Gilles virou as costas aos pilotos e deixou a sala. Rindo."

Acho que ficaram com uma ideia de porque é que amo este desporto, não?

2 comentários:

Maryposa disse...

podia comentar mas n percebo nada do assunto e n estou com espirito pa mandar bitaites

assim sendo digo apenas: és mto freak :P :P

Pall Mall disse...

A ideia é veres o video. E obrigada pelo elogio... LOL!


Comentas mto. Tens MSN?